Uma garrafa de água capaz de captar a humidade do ar, condensá-la e armazená-la como água potável. Ou, simplificando, uma garrafa que te permite ter sempre água disponível. É esta a promessa da Fontus, uma criação dos jovens Kristof Retezár, Brian Winters, Bojan Masirevic e Paul Schmalzl.

“Se és uma aventureiro, sabes como ficar sem água potável no meio de uma aventura pode causar ansiedade e a última coisa que queres é ficar desidratado quando estás a quilómetros de casa”, começam por explicar. A criação deste colectivo, iniciada em 2014, está agora à procura de financiamento numa campanha de “crowdfunding” e já ultrapassou largamente o valor definido.

A Fontus tem um pequeno ventilador que aspira o ar do ambiente e passa por um filtro especial capaz de pressionar o ar para dentro das câmaras de condensação. Aí, pequenos refrigeradores condensam a humidade e armazenam a água na própria garrafa. Há dois modelos disponíveis: a Fontus Airo, unidade autónoma que usa energia solar e se liga à garrafa através de USB, e a Fontus Ryde, para levar na bicicleta.

Nos testes realizados, o aparelho conseguia produzir até meio litro de água potável em uma hora, variando este valor consoante o nível de humidade do ar. A criação foi finalista dos prémios da Fundação James Dyson, que distingue invenções sustentáveis capazes de tornar o quotidiano mais simples.

fonte: http://p3.publico.pt/actualidade/ambiente/20192/fontus-garrafa-que-transforma-ar-em-agua

https://www.indiegogo.com/projects/fontus-the-self-filling-water-bottles#/